Roteiros, Viagem

Viagem para o Alasca: o que fazer e quais as principais atrações

setembro 17, 2018
Viagem para o Alasca: o que fazer e quais as principais atrações
Tempo de leitura 6 min

Ao contrário do que muita gente acredita, uma viagem para o Alasca não envolve apenas passeios por paisagens remotas cobertas de gelo. Afinal, o maior estado dos Estados Unidos tem diversas cidades interessantes, vários parques nacionais e florestas, além de destinos de ecoturismo marcados por geleiras, lagoas, vulcões, montanhas e uma rica fauna.

Pensando nisso, criamos um artigo com uma visão geral desse destino paradisíaco, listando os seus principais atrativos turísticos e as melhores dicas para você curtir a viagem pelo Alasca. Continue com a gente e confira!

Quando ir para o Alasca?

Como você já deve saber, o Alasca pode alcançar temperaturas incrivelmente baixas. Por isso, a visitação não é recomendada em todos os meses do ano, sendo necessário considerar o clima e a estação antes de organizar a sua viagem.

O melhor momento para se aventurar pelos cenários do Alasca é nas temporadas de primavera e verão na região, que acontecem entre os meses de maio e setembro. Nesse período as temperaturas variam entre 15 e 22 graus, e a vegetação radiante contribui para que a paisagem fique ainda mais linda.

Além do clima agradável, os meses de verão oferecem outra enorme vantagem para os viajantes: os dias são super longos, com até 19 horas seguidas de sol! Embora esse fenômeno possa ser um pouco estranho no início, ele certamente deixará a sua experiência ainda mais interessante e duradoura.

No dia 21 de Junho acontece o chamado solstício de verão no Hemisfério Norte, popularmente conhecido como o dia mais longo do ano. Mas ainda que a lua quase não apareça por lá, as “manhãs” podem variar muito entre chuvosas ou ensolaradas.

Para quem a viagem para o Alasca é recomendada?

O clima é um dos principais fatores a ser levado em consideração antes de se aventurar pelo Alasca. Se você não gosta de baixas temperaturas, os ambientes climatizados da embarcação podem oferecer a solução perfeita para facilitar e tornar a sua viagem ainda mais agradável.

Também é preciso analisar o objetivo do passeio. Alguns destinos são mais indicados para perfis aventureiros, enquanto outros são perfeitos para quem busca o conforto das grandes cidades. No caso do Alasca, as principais atrações estão relacionadas ao ecoturismo e contemplação da natureza.

Quais são as principais formas de ir para o Alasca?

Viagem para o Alasca

Existem diversas formas de conhecer o Alasca, e elas podem variar muito de acordo com o seu local de origem e objetivo com a viagem. Entretanto, as opções mais procuradas e utilizadas pelos viajantes são os cruzeiros ou deslocamento aéreo.

Para quem busca uma experiência completa, que proporcione uma conexão direta com a natureza sem perder o conforto, os navios de cruzeiro são a melhor opção. Neles, é possível comer e dormir bem, curtir diversas atrações e explorar os melhores destinos do estado em paradas estratégicas nos principais portos da região.

Tudo isso em um cenário surpreendente, que pode ser admirado 24 horas por dia. As partidas dos navios geralmente acontecem em cidades como Vancouver, no Canadá; ou em Seattle, nos Estados Unidos.

Quais são as principais atrações do destino?

Infografico Alasca

Como percebemos até aqui, o Alasca é realmente um destino a ser considerado para a sua próxima viagem, não é mesmo? Mas afinal, quais são as principais atrações que podem ser exploradas nessa inesquecível aventura? Confira as opções que listamos especialmente para você!

Glacier Bay National Park

Glacier Bay National Park

Localizado em Juneau, na capital do estado, o Glacier Bay National Park faz parte da principal rota dos cruzeiros que passam pela região. Entre as atrações mais procuradas do Alasca, o parque guarda mais de 50 glaciares e icebergs que compõem um cenário de tirar o fôlego.

O local apresenta vasta vida selvagem. É possível observar focas, leões-marinhos e mais de 200 espécies de pássaros que circulam entre os pedaços de gelo que despencam no mar a todo o momento. O parque ainda conta com uma única opção de hotel, onde é possível admirar a vista para as montanhas nevadas.

Katmai National Park

Katmai National Park

O Katmai National Park é um importante parque natural do Alasca que reúne uma combinação única e surpreendente de 15 vulcões. Também concentra a maior população de ursos da América do Norte, que podem ser observados diretamente do alojamento Brooks Camp.

O Valley of Ten Thousand Smokes, formado por uma erupção de lava, pode ser acessado depois de uma pequena caminhada pelo parque e guarda uma vista privilegiada das cachoeiras.

Mendenhall Glacier

Mendenhall Glacier

Localizado nas imediações da cidade de Juneau, o Mendenhall Glacier é composto por 19 quilômetros de paisagens paradisíacas formadas por trilhas, cachoeira, florestas, além de uma enorme geleira.

O local ainda conta com um centro de visitação onde os turistas podem se informar sobre a fauna e flora da região. A melhor opção de transporte para a atração é o shuttle, que sai direto do porto da cidade e custa, em média, $35 por pessoa.

Ketchikan

Ketchikan

Conhecida como a capital mundial do salmão, Ketchikan é uma pequena e encantadora cidade do Alasca que faz parte da rota principal dos cruzeiros na região. O centro, que tem opções de lojinhas com artesanato e souvenirs, é muito procurado pelos turistas.

Outras importantes atrações da cidade são a Creek Street — rua construída em cima de um córrego que faz parte da rota do salmão — e o show de Lumberjack, disputada competição de lenhadores.

Sitka National Historical Park

Sitka National Historical Park

É o parque nacional mais antigo do Alasca e oferece diversas opções de atividades para os seus visitantes. A principal atração do local são os totens esculpidos em madeira e uma floresta costeira riquíssima em animais e vegetações típicas da região.

Além disso, o Sitka National Historical Park é um importante patrimônio histórico e cultural que oferece atividades como trilhas, passeios guiados e exibições etnográficas. Vale a pena visitá-lo se você pretende enriquecer a sua viagem para o Alasca.

Incrível, não é mesmo? São muitas opções bacanas para serem exploradas na região. Agora que você já sabe tudo sobre as atrações do Alasca, aprenda de uma vez por todas como planejar um cruzeiro e garanta uma experiência ainda mais incrível na sua próxima aventura.

Rating: 3.0/5. From 2 votes.
Please wait...

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up